sexta-feira, junho 02, 2006

Dia Mundial da Criança ?!?!?!




Ontem foi dia mundial da criança , via-os passar pela janela do meu emprego para o sempre agradável passeio ao Palácio de Cristal que nestes dias os acolhe com imensas actividades, os sorrisos delas eram contagiantes, tenho saudades de quando também eu tinha de preparar estas actividades. Em 1998 por esta altura eu e 2 colegas levamos 90 crianças a Expo 98, foi uma alegria, muitos nunca tinham sequer andado de comboio, muitas inocentemente diziam: “ Oh Vitória o Rio Douro aqui é mais grande” :) Nunca mas nunca vou esquecer as caras dessas crianças no Oceanário.
A semana passada numa rua aqui bem perto da Baixa do Porto vi uma família sentada no chão, estrangeiros, um casal e 3 crianças… a cena arrepiou-me… todos os dias somos bombardeados por imagens destas na televisão, Internet, jornais … mas porra que ver com os nossos olhos da “um nó no estômago” … 3 crianças sujas, mas muito sujas mesmo comiam tripas/dobrada enlatada despejada num saco plástico … comiam aquilo com as mãos … Acreditem que subi a rua dos Clérigos com a lágrima no canto do olho … pensei … fogo … lá em casa vai comida para o lixo… Senti-me pequenina …
Quem me conhece sabe que já fiz muito por crianças, trabalhei alguns anos como Animadora Cultural (talvez por isso vocês achem que sou sempre muito divertida… aprendi com o tempo que não podemos demonstrar as nossas fraquezas, principalmente as crianças que tem/devem ser educadas por nós , como é o caso de uma escola … ) O resto do tempo que tinham depois das aulas eram passados com a Vitoria, com a Xana, com o Pedro e o Nuno na sala de Informática … Não precisava da autorização dos pais … pegava neles saia da escola e todos em filinha indiana desde o Largo do Calem (pra quem não conhece é ali perto do River Café) até a Foz … louca neh? Fiz isso sim … tudo na areia da Praia , tudo tirava os sapatos e molhava os pés … Fiz isso e mto mais… dei-lhes banho em dias de piscina, matei piolhos a muitos … E era a mulher mais feliz do mundo quando na hora de ir embora eles diziam … Mãe .. espera… ainda não dei um beijo a Vitória …
Muitos de vocês minhas crianças … já estão crescidos … já estao em escolas secundarias… Desejo-vos toda a felicidade do Mundo!!!

Um destes dias soube… e desculpem a arrogância disto … que ao comprar um Pirilampo Magico também ajudamos a que responsáveis dessa campanha façam viagens Porto/Lisboa de avião … mas isso infelizmente acontece em muitas dadivas infelizmente…por isso deixo aqui o nome de uma instituição que conheço, uma instituição que já consegui em tempo com a ajuda da Rádio Nova Era e do Sr. Jorge Nogueira organizar uma festa de Natal na antiga discoteca Terminal X … estes pequenos gestos ajudam mto quem precisa … A casa do Caminho recolhe crianças abandonadas, maltratadas ou privadas do seu meio familiar normal, com idades compreendidas entre os 0 e os 6 anos, até ao reequilíbrio da situação familiar ou até à sua adopção ou tutela.

Deixo aqui o meu pequeno apelo .. Brinquedos, roupas … coisas que muitas vezes deitamos ao lixo, existe quem as receba … esta instituição … a Casa do Gaiato por exemplo .. e mtas mais …

Dia da Criança???
Só quando não houver crianças com fome… maltratadas… ou abandonadas…
Ai sim existe um Dia da Criança !!!


Agradeço a Deus ter a sorte de poder dar tudo ou quase tudo as meus 3 sobrinhos … mas acreditem que por vezes é muito difícil …. Ter de dizer que não … que não pode ser dar um simples brinquedo … se nós dói com estes… imaginem com os que nada tem … ;(

11 comentários:

motardwoman disse...

acabei de ler todo o teu texto de uma só assentada pois nao conseguia tirar o olho dele.
confesso q tb eu cheguei ao fim do texto c/as lagrimas nos olhos.
eu sei o qt é dificil dzr "Não! - a mãe nao te pode comprar isso por custa mts tostões.A mãe nao tem dinheiro"
mtas vezes o Diogo ouve essa frase mas tb te digo que a faço com orgulho de não ser mt materialista e tentar ensinar ao meu filho q ele tem tudo o q precisa e que infelizmente à crianças no Mundo e mesmo no nosso Portugal que infelismente passam fome e mais tratos.
Eu reconheço q mtas vezes q me zango c/ele, berro, ponho-o de castigo e Às vezes saem algumas sapatadas. Mas podem ter certeza q no passados 10 minutos me arrependo de todas essas atitudes.
Mas com essa frase quero principalmente passar para o meu filho q o ter muitos brinquedos,brinquedos caros ou aquele q tá na moda não é sinónimo de felicidade.
Peço a Deus que me ajude nesta batalha pois o q quero neste mundo é que ele seja Feliz!!!
Mas lembrem-se, e eu sei q nao vou ser autentica mas não existe nada mais bonito e inocente q o sorriso de uma criança.

Vitória disse...

Tu tens feito um trabalho fantastico com o Diogo ... :) Adoro o teu puto ...Tu sabes disso ehehe

Vou-te confessar uma coisa... a ti e a todos k o vão ler...
So espero k no dia k tiver a "minha" familia ... o meu puto k tera sem duvida o nome do pai ... ehehe.. ou a minha Matilde :P ... lhe possa dar um quarto como o do teu filho ... Mts parabens ...

Bj grd ...

EuMulher disse...

Obrigada pela tua visita no meu "cantinho". Eu sei que existem muitas crianças a passarem necessidades. Mas de uma coisa eu estou certa: não são os bens materiais os mais necessários(não estou a falar em bens essenciais). Conheci muitas crianças com tudo do bom e do melhor mas com muita falta de Amor e Atenção e sei que isso as vai marcar para toda a vida. Dizer "não" quando é preciso e necessário é dos actos de Amor mais corajosos.Custa muito aos pais dizeram "não" a um filho mas por vezes estão a dar-lhes lições de vida bem preciosas. Todos sabemos que na vida sempre ouvimos essa palavra vezes sem conta. Os pais por vezes têm tendência de desculpar a sua falta de tempo e de atenção "comprando" os filhos. È uma maneira de minimizarem a sua "culpa". Mas foi o que eu sempre disse ao meu marido por exemplo:Mais vale qualidade que quantidade. Quando estiverem com os filhos estejam por inteiro nem que seja por um minuto!Haveria muito a dizer sobre este assunto. As crianças quando nascem não vêm com livros de intruções e o que importa é que estejamos tranquilos connosco mesmo sabendo que vamos fazendo o melhor que sabemos e podemos e o que fazemos é por Amor.Todos erramos... hoje olho para trás e sei que podia ter feito melhor, mas isso porque tenho agora uma maturidade diferente, mas na altura fiz o melhor que sabia.Beijinhos

Pedro disse...

Eles adoravam-te, achava incrivel como rias e choravas com eles. Vais ser uma mãe fabulosa, disso não tenho sequer a minima duvida.
Beijos

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Que comentario mais emocionante o teu! eu venho de Angola e ja vi coisas inumanas, crianças pequenas que esqueceram de ser crianças, apenas o corpo corresponde, se me compreendes.

Como doi imenso e o pior é que ninguém faz nada.
E os poucos que tentam fazer algo nao sao apoiados :(

Sinto mta bondade em ti e no teu coração! Beijokas

Kita disse...

Independentemente das associações, da sua credibilidade ou não, é fundamental que se "mude o olhar".
A criança que sofre é um problema de todos. Não podemos virar a cara. Cada um de nós faz a diferença. Quando o nosso estado (e em que estado está...)poupa nos subsídios ao apoio das crianças com NEE (Necessidades Educativas Especiais);quando se vão retirar ainda crianças escondidas ou amarradas por serem visualmente "chocantes", se lhes enche a cabeça de sonhos com a ideia da inclusão nas escolas e na sociedade(como se fosse alguma ideia nova), se lhes dá banho e se ensina a ser gente, para depois do 9º Ano, os largar de novo nesta selva em que vivemos, onde os pais não têm como os ocupar e dar continuidade ao trabalho de estimulação realizado (sim, também há listas de espera para os Centros Ocupacionais; quando se criam edifícios ostensivamente caros, mas não há nem pavilhôes de madeira para eles; quando o Estado lhes quer retirar as auxiliares nas escolas, para poupar mais uns tostões; quando...tudo...quando nada...só nos resta uma coisa: a união : os pais podem aprender muito uns com os outros.

a lice disse...

Passei por aqui para te desejar a continuação de um bom fim-de-semana!:)

PaulaGourgel disse...

Amiga, posts como estes...
Muitos, por favor!
O instinto maternal desperta coisas em nós que são inexplicáveis, como ficar com as lágrimas nos olhos (como a Sónia!) ao ler estas coisas...
Pensamos logo "E se isto acontecesse ao(s) nosso(s) filho(s)?!"...
Dói mais.

silvia disse...

dói tanto

Isa disse...

Bom fim de semana amiga...bj grande :)

Sucesso disse...

Gostava de te fazer uma convite para o meu blog. Ponho uma imagem poucas palavras e desafio as pessoas a dizerem a primeira coisa que lhe ocorre.É curioso por vezes analisarmos a nossa maneira de pensar e vermos que em situações semelhantes cada pessoa pensa à sua maneira. Talvez daí tanto mal entendido por este mundo fora. As vezes mesmo certas coisas levam-nos a situaçoes que nao têm nada a ver mas que possivelmente desecnadearam memorias escondidas. Não me vou alongar mais ... fica o convite!